Arquivo do mês: julho 2009

Quero normal!

ATgAAADYHmMkXLyhGUly6hL8anflXspe3zK8nUjAyomXGHPUk7vyGv00xZswHH2T2wvu31m1uAI0kC78HbrGoiRFVYH-AJtU9VAxPqh1N2ZqXG18s_9VG3VCgdMX4A

Descobri um mioma subceroso quando fiz a minha penúltima ultra e o mais chocante foi saber que o danado cresceu 5 cm em um único mês. Na quarta, quando fiz a última ultra, a médica verificou e ele agora já mede 7 cm. Isso me deixa muito triste e não é pelo fato de ter que operar ou fazer um tratamento daqui a um tempo, mas sim, de que eu não possa ter meu filho “normalmente”.

O mioma subceroso é aquele fora do útero, então não impede nem a gravidez nem prejudica o bebê, graças a Deus. Mas com esse crescimento desacelerado, por conta das  alterações hormonais , meu médico falou que TALVEZ ele empurre meu útero para o lado oposto (ele fica localizado no lado direito) e com isso o meu fuinha não consiga “encaixar” na devida posição para um parto normal. Se eu não tivesse total confiança em meu médico acharia até que poderia estar querendo me convencer de um parto cesária, mas acredito que um profissional tão competente como ele, não faria isso. Também não descartou a possibilidade do parto normal, caso o mioma “estacione” ou não prejudique o andamento da gestação, terei meu Vinícius pela porta da frente e ponto. Quando chegar ao sétimo mês, faremos um acompanhamento mais detalhado desse ser inconveniente que divide espaço com meu príncipe.

Estou tocando nesse assunto, porque depois de ler este post lá no Mamíferas, só reforçou minha decisão sobre o nascimento do meu baby e o absurdo (em meu singelo ponto de vista) que é optar por ser “rasgada” . Acho interessante que possamos ao menos divulgar e discutirmos sobre o assunto. Fica a dica!

an_populacao_geral

cartaz_46x64

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Edredon, pavê e email…

Flicka  não consegue ter uma cama, destroe todas, ainda quer puxar o nosso edredon na madrugada. Sonhei que caia ouro do céu, consegui juntar uma quantidade razoável. Comecei o dia arrumando a mala: sete vestidos, dez batinhas, a única calça jeans que passa pelos quadris, duas leggings e…preciso comprar calcinhas. Dia nublado, humor cinza claro. Pagar aluguel na corretora, me livrarei disso, Deus é maior. Jack Jonhson cantando por aqui. Desejos de um pavê. Saudades antecipadas:

Email:

“Bom dia more….

Amo vc, mas amo de um jeito que vc nem imagina…só de me “concentrar” no sentimento…ai, ai,  fico me achando uma boba.
Vai chegando a hora de viajar e  fico morrendo de saudades, eu sofro Bito, sofro pq meus amores são divididos por duas cidades e deixar um lado ou outro é sempre doloroso, mesmo que seja por pouco tempo.Ai como sou besta.
Vc é o meu amor querido.

****

Bom dia meu amor,

Que coisa linda…como sempre vc me emociona com suas palavras.

Te amo demais, como nunca amei antes…..e relaxe…vai dar tudo certo!

Tbm to com o caração apertado de ficar sem minha Bita tantos dias…mas espero que o tempo passe bem rapidinho…

Bjs

jack johnson – do you remember

(clique para escutar)

4 Comentários

Arquivado em O CAROÇO PROPRIAMENTE DITO

O rostinho do meu príncipe…

Esse é o tipo de foto que só mãe entende, mas confesso que fico com vontade de estampar na camiseta, colocar nos outdoors da cidade inteeeira  e criar uma corrente no email do povo que diga “Esse é Vinícius, passe dez segundos olhando pra essa imagem ou vai ficar cegueta!”.

É ou não é liiiiindo mamãe?? E a pontinha do nariz? E o biquinho?? Hahahaha…

Vinícius perfil

Hoje fiz a ultra morfológica, até então, estava bastante apreensiva com o desenvolvimento do meu pequeno.

Por quê?

Bem, algumas queridas que já me conhecem de longa data, sabem que eu e maridex, somos primos de primeiro grau (o pai dele é irmão da minha mãe) e ter um filho pra mim, só se fosse estrategicamente calculado, projetado e geneticamente estudado.  Como fui pega de surpresa (depois conto esse outro babado) e presenteada por papai do céu, as coisas não aconteceram no tempo e do jeito que a gente esperava , então só me resta mesmo pedir a todos os anjinhos da guarda que tragam meu filho com saúde, habilidade e disposição (créu).

Meu médico diz que tá tudo bem, que o Vini é o pimpolho mais saudável desse mundão e que eu desencane e só pense em coisas boas. Quando entro em sua sala acho que ele já pensa “Lá vai ela me lembrar que é a paciente do casamento consangüíneo”, de tanto que eu pergunto para o homem se as taxas estão normais, se o tamanho do fêmur é compatível, se eu não tenho que fazer algum exame especial e por ai vai…

…Voltando a ultra…

Não via a hora de chegar a semana certa pra realiza-la e enquanto a médica não acabou de vasculhar o bebê de cima até embaixo, até a palma do pezinho (dã), eu não sosseguei. Depois dela responder umas três vezes, que sim, ele tem todos os órgãos perfeitos e não tá faltando nada,  finalmente respirei tranquila e feliz.

Sei que tem problemas que ainda não podem ser detectados, alias, muitos deles somente depois do nascimento ou na infância ou até mesmo na fase adulta, vai saber… mas também, querendo ou não, todos estamos sujeitos. É como Dr. Carlos Galhardo diz: Só pense em coisas boas menina, só coisas boas…É isso ai tio!

CIMG2636

11 Comentários

Arquivado em DOCE VIDA SABOR PITANGA

Fotos de Donela

Donela

Teatro Mágico

Composição: Fernando Anitelli

Donela menina de pano
linda boneca de pena
Vai parir não vai parar
Crianças de aquarela
Vai criar um coração
de um tamanho que não cessa
Vai cuidar da criação
A flor de filho a pedra e água
A filha pede a madrugada
Tudo em volta gira e gera
Tudo em volta não espera
Mãe porque o sorvete é de soja
Mãe porque eu não posso dormir sujo
Mãe me diz o que você quer que eu seja
Mão me diz quem é você (2x)
Mãe quem é Fidel e o que é um Papa
Mãe como você faz pra voar
Mãe porque não mata barata
Mãe me diz quem é você (4x)

19 semanas

Colagem do Picnik 2

21 semanas

Colagem do Picnik 3

24 semanas

Colagem do Picnik 1

9 Comentários

Arquivado em DOCE VIDA SABOR PITANGA

O nosso dia…

Ele descia de nuvens brancas enquanto o mundo balançava dentro dela. Pousava com a intensidade de um ponto final e quase não conseguia deixá-la em pé. E agora falava tão de perto, tocava na moça e tinha pra si todo o seu bem querer. Ele jamais seria passageiro, trouxe na bagagem o seu melhor, sem nem saber. E ela jamais desistiu, porque sabia que ali estaria, seu grande amor.

foto2919

Fotografia: Marrie Bot

3 Comentários

Arquivado em O CAROÇO PROPRIAMENTE DITO

To vindo lá do sertão…

Ontem fomos a Feira de Tradições Nordestinas ou Feira de São Cristovão, ou ainda, Feira dos Paraíbas. Eu ja falei lá no Prendadas algumas vezes sobre a saudade que sinto da minha terra (Recife-PE) e o quanto sinto falta de algumas particularidades do meu lugarzinho. Beleza. Mas hoje eu escrevo sobre oooutras coisas, sobre situações “engraçadas” que a gente passa quando as pessoas daqui (sudeste) tem uma visão um pouco engessada do que mal conhecem.

Meu marido é carioca e antes de ir me capturar em terras nordestinas, achou que encontraria aquele climão de seca no sertão, ruas curtas e de barro, comércio pequeno e pessoas andando com roupas esfarrapadas e pé no chão, tanto é que  até hoje fala que eu era uma cortadora de cana que ele resgatou do trabalho escravo e me deu uma vida digna na cidade grande. Calma, ok…tudo bem vai, deixando o exagero um pouco de lado, ele imaginava que Recife seria um lugar bacana, e claro, eu não era nenhuma bóia fria, já que falava com ele pela internet sobre todos os assuntos do Brasil e do mundo (sim, lá tem banda larga, tem tecnologia),   frequentava uma faculdade e tinha um emprego decente (sim, lá tem faculdades e empresas de todos os portes, rá!) e não era uma mocinha bobinha do meio do mato (sim, lá ninguém é inocente nem muito menos fácil de enrolar). Mas ele ainda assim, ficou surpreso com o que encontrou…

” Mas Bita, isso aqui é tão parecido com o Rio”.

“Pois é meu amor, menos um ignorante na face da terra”.

Com perdão da expressão ignorante, a quem possa ofender, mas que aqui é usada no sentindo denotativo (adj. e s.m. e s.f. Que não tem saber. / Que não é instruído em certas coisas.), e não faz mal a ninguem reconhecer-se como tal.

Voltando àquelas situações “engraçadas” que eu falei no começo do post, elas seriam totalmente normais pra mim, se não me fizesse ficar  bege com bolinhas verdes fluorescentes, com o que escuto de vez em quando nessas bandas de cá. Não, eu não fico chateada, juro, nem muito menos acho que é preconceito ou coisa parecida, até porque sou tratada muito bem por todo mundo, eu fico é simplesmente bege com bolinhas verdes fluorescentes, só isso.

Ai teve uma amiga do trabalho, lá em SP, que falou assim:

“Nossa Ana, você aprendeu a se vestir bem tão rápido! Suas roupas são tão paulistas”

(Ela achava que eu vivia de vestidinho de chita)

A Vó do meu marido na primeira vez que me viu:

“Olha Leo, ela não tem cara de nortista, rostinho todo fininho”

(Como assim Vó Bial?? Recife é no nordeste e mesmo assim eu não entendi a brincadeira…)

O meu cunhado cabeção sem noção:

“Vamos comer no Habib´s”

“Ah, novidade pra Aninha ne? Tá viciada??”

(Confesso que nesse dia fiquei meio sem paciência, mas quando ele soube que lá em Recife, o Burger King chegou primeiro do que aqui no Rio, fiquei com esperanças que ele nunca mais iria duvidar,de que lá, a gente não come somente na barraca da feira livre)

E depois disso tudo, quem mais aprendeu fui eu. Eu tenho certeza que lá na Amazônia não existe só índio, que a África não é composta somente de fome, miséria e AIDS e que os americanos não são um monte de babacas comendo fast food e pronto. Que não devo estigmatizar nada nesse mundão.

E voltando a Feira dos Paraíbas, como aqui todo mundo que fale “oxe”, “égua” e goste de um forró, é chamado, a tarde foi ótima, regada a carne de sol com manteiga de garrafa, guaraná Jesus, quadrilha e bandeirinhas de são joão.

CIMG2595

Jusus

micos

Bitos

10 Comentários

Arquivado em DOCE VIDA SABOR PITANGA

Ameno, Pão doce, Mega sena

Chuvinha constante, frio ameno, vontade de nada. MSN com amigas de longa data, ela disconfia que ele é bipolar. Sonhei estranho, mas foi bom. Cálculos mentais, muita coisa pra comprar. Lembrancinhas para maternidade, para o chá. Pão doce com manteiga. Vontade, vontade , vontade de te enrolar numa manta quientinha e transformar esse colostro intenso em leitinho dos bons. Três ligações por engano, é demais. Lembrar de jogar amanhã na mega sena. Lugar onde a imagem explica a palavra.

Rain.

rain_krystian_kujda.

Foto: Krystian Kujda

5 Comentários

Arquivado em O CAROÇO PROPRIAMENTE DITO